PersonalRunner

"Através de três métodos podemos aprender a sabedoria: primeiro, por reflexão, que é mais nobre, o segundo, por imitação, que é mais fácil, e terceiro, por experiência, que é a mais dolorosa." Confúcio

terça-feira, 31 de maio de 2011

Relato de um Ironman

Relato de uma simples prova: Ironman

Há dois meses atrás, decidi não largar no Iron. Não estava treinando e não estava "no clima".
Estava triste com esta decisão e, acima de tudo, não acreditando que pudesse desistir de MIM... Já que dizem que o Ironman é uma prova em que o atleta desafia a si mesmo, isto vinha me cutucando.
Pois bem, há cerca de um mês decidi largar, já treinando!!!

Bom, com muito menos treino do que deveria ter e fora dos meus padrões de estrutura, tinha a certeza de que deveria fazer uma prova inteligente, consciente e resgatar todas as seis edições anteriores, mentalizando etapa por etapa, minuto por minuto, ou melhor km por km... heheheh... o Iron é uma prova realmente diferenciada, em que anos depois, é possível nos lembrarmos de todos os momentos em todas as edições... não é à toa que dizem que "ser Ironman é estilo de vida" e que muitos (inclusive eu) tatuam esta conquista.

Então... vamos ao roteiro:

Durante a semana, muitos eventos paralelos ocorrem, muitas mensagens chegam, muitos olhares e cumprimentos nos miram e recebemos muita energia nos empurrando para a linha de largada e nos fortificando até a linha de chegada. Isto tudo transforma o astral e nos coloca dentro da prova. (aliás, se vale uma dica: sempre participe das etapas que precedem seus eventos, isto lhe transportará para um mundo exclusivo pertencente a quem deste fará parte - você)
Quinta-feira no treino de natação até as bóias, notei que a natação seria tranquila.
Sexta-feira no simpósio, notei que nada de muito diferente havia na prova. Muito bom já conhecer o que lhe aguarda. Porém, pela terceira vez em uma semana furei meu pneu (novinho em folha!), o que já te deixa na pilha... tudo resolvido.
Sábado no bike check-in o astral já era 100% Ironman, então, para não largar só se o despertador não me deixasse ou se o Osama ressuscitasse e virasse bonzinho...
Domingo:
04:00 - acordar no dia Iron é o mesmo que acordar no meio de uma bateria de escola de samba, o cara pula da cama e já fica com o coração na boca. Daí até a largada, olha, o coração tem que ser forte!
...até às 06:45 ajustes finais, sorriso meio amarelo, suor e mão congelando, vida de "rei" de tempos em tempos, certezas e incertezas.
06:45 - 07:00 posso garantir com todas as minhas forças que estes 15 minutos não tem somente 15 minutos. É sério... dentro do curral de largada o cara olha pro lado e vê gente chorando, rezando, tremendo, rindo, falando, alongando, concentrando, todos nervosos e agindo conforme podem... sou do tipo que fica ali parado, cabeça baixa, quieto, pouco me mexo, alongo para disfarçar e procuro não observar os outros, mas é difícil...

07:00 - neste ano a organização não fez a contagem regressiva, sorte minha, porque se os últimos 15min não passam, imaginem os 10-9-8-7-6-5-4-3-2-1-Começou!!! Até pra digitar demora... hehehehehe
Primeira bóia - os 960m mar adentro em direção à primeira bóia são duros, frios e longos. É nesta reta (nem sempre tão reta) que precisamos alinhar o coração emoção e o coração circulação, a respiração nervosa e a respiração da braçada, nosso espaço no mundo e na água, secar os olhos cheios de água salgada do mar e de lágrimas, e ainda por cima, mirar e cruzar esta bendita bóia... para mim, cruzar a primeira bóia é significado de que a natação posso cumprir... hehehe...
Segunda volta da natação - acho que de toda a prova, esta foi a minha melhor etapa, nadei bem e forte, apesar da fortíssima correnteza e de ter engolido alguma coisa no meio do caminho... saí da água me sentindo muito bem!
Transição para a bike - por cerca de 10min é hora de preparar a cabeça, a buzanfa, as pernas e a vontade para encarar os 180km.

Primeira volta da bike - parecia que estava flutuando no asfalto, sem fazer muita força segui num ritmo muito bom, boa média (cerca de 33,5km/h), mas não consegui me alimentar direito pois fui tomar um pouco de gatorade e "tudo voltou" (e para isto acontecer é raro, muitíssimo raro). As almôndegas da minha mãe, o purê de batata da Mary e os suplementos fizeram sua parte... Avistei o Wanderson na via expressa sul e notei que estava o alcançando na bike, algo surpreendente para mim. Acabei a primeira volta feliz!
Segunda volta da bike - aí sim... o bixo pegou! Ou melhor, o vento Sul fortíssimo, vindo dos infernos, pegou... caramba o que era aquilo?!? Confesso que antes de cruzar o pedágio em direção ao centro pensei em dar meia volta e desistir. Aí está o grande desafio para todos que completam esta prova: estar preparado para os muitos momentos em que seu corpo ou sua mente ou sua alma (ou todos juntos!) tentam lhe vencer e convencer a parar. Mais cedo ou mais tarde, esta hora chegará durante a prova, compete a nós batermos de frente! Fazendo muita força, muita força mesmo, cumpri a segunda volta... doendo tudo, muito!!! Quando estava saindo da via expressa sul e salvo do vento FDP, avistei o Escobar que estava prestes a encará-lo de frente e pensei: boa sorte e força, meu Brô, pois tu tá fudido nos próximos 30-40km... hehehehe... Para termos noção do vento, na descida do morro vindo do Jardim da Paz, sem pedalar na primeira volta meu Garmin marcou 69km/h e na segunda, pedalando marcou 45km/h... acho que a média nesta etapa foi de aaaaaaarrrrrrrgggggghhhhhhh 10km/h e olhe lá!!! hehehehehehehe...
Transição para a corrida - pela primeira vez, experimentei sentar no chão e massagear as coxas, pois estavam realmente latejando e travadas. Senti dificuldades até para descer da bike.

Corrida volta longa 21km - como havia dito, larguei para fazer uma prova inteligente e poder finalizar. Pois bem, corri num ritmo bem abaixo do que poderia, justamente para seguir adiante. Encaixei +/-06:20 até o primeiro morro em Canajurê. No meio dos morros fica a casa da família do Guga (meu cunhado) e eles estavam lá com uma faixa e vestidos com roupas de ginástica, tipo ciclistas gayúchos-machos-tuttifruttis. Demaissss!!!! hehehehehe... (quando pegar as fotos, posto aqui)... Todos os corredores que estavam por perto de mim vieram me cumprimentar e agradecer pelo momento (do tipo este astral vai me recompor ou me ajudar... foi demais mesmo. Eles não têm noção do quanto ajudaram a mim e muitos outros). Já na volta, na descida dos morros tinha uma família com uma sonzeira na garagem (era uma festa mesmo) e um doido com uma vara de pescar fingindo fisgar quem estava subindo... Demaisssss (pena que nesta hora eu estava descendo e não fui "ajudado" heheheheh). A única coisa estranha e negativa que me ocorreu foi "botar pra fora" novamente quando bebi gatorade e num outro momento quando bebi pepsi (ou seja, não pode ser!). Mas tudo certo... Pra fechar o astral que foi esta volta, ao entrar na Búzios encontrei o Escobar correndo e aquele abraço (Tchêêê!!!) foi do tipo: força e parabéns, cara!!! Caminhando bem pouco e correndo numa boa, cumpri e coloquei no braço a pulseira branca!
Primeira volta curta 10,5km - esta foi, pra variar, a maior de todas as torturas por vários motivos: você nem está acabando e nem está no início, você não aguenta mais suplementos e já conhece todos os staffs e o que nos ofertam (heheheh), suas pernas já estão ao mesmo tempo duras e moles e desobedientes. Caminhei demais nesta etapa (cerca de uns 3-4km) e quando corri, foi dentro do ritmo a que me propus. Demorei, mas coloquei a pulseira laranja no braço e fui pros últimos km's.
Volta final 10,5km - bom, esta é a única etapa em que consigo sorrir numa boa com expressões do tipo "falta pouco" "tá quase lá" "você consegue" "tá fácil"... Sofri, mas cheguei na Búzios pros últimos 2,5km's!!!
Na reta final, é incrível o que acontece conosco, demais mesmo... passam as dores fortes, o coração volta a disparar, os olhos se recheiam de água salgada novamente, as pernas voltam a funcionar, o sorriso volta a ser de criança, as vozes viram vento a favor e o último km NÃO tem 1.000m (com certeza deve ter o triplo, pois não acaba nunca!!!). A Maristela veio me pescar, já que o tiozinho lá do morro não o fez, e na entrada do funil me aguardavam.
De mãos dadas, Robson+Maria+Pai+Mãe, nos tornamos Ironman. Foram 13:25:10 de um dia longo para curtir intermináveis e surpreendentes segundos que compõem a travessia da linha de chegada. Vitória!
Vou falar uma coisa... não há nada melhor do que ver aquelas luzes e escutar o som daquele tablado na chegada e sentir uma sensação de vitória... e não é uma vitória contra algo, mas SIM, a favor de si mesmo.
Alguns choram, outros dançam, outros sorriem, outros apagam, outros fazem malabarismo... todos vibram e distribuem tudo do bom e do melhor de si!!!

O Wanderson detonou e já estava há umas 2 horas descansando e comendo pizza quando acabei. O Escobar estava entrando pra última volta e, logo depois, finalizou numa boa...

Ok. Relato tudo isto, para que possam acompanhar o final deste email e melhor entender o belo email com o título "IRONMAN" que foi enviado pelo Escobar e que respondi com cópia para todos (está colado logo abaixo da minha assinatura).

Como podem notar, este não foi um "bom tempo", nem mesmo terei uma boa colocação. Foi, na verdade, meu pior tempo, dentre os 7 que já participei e finalizei, um a um.
E vou declarar: estou tão feliz quanto o campeão ou qualquer um outro que tenha conquistado sua medalha, pois tenho certeza de que ontem em uma coisa todos nós estivemos no mesmo nível: o da felicidade por vencer!!!

Ambição, força, perseverança, exemplos, disciplina, sorte, humildade, foco, amizades, saúde, energia e positivismo.
Gostaria que todos soubessem que este é o espírito e gás que devemos empreender no sentido da conquista de um objetivo pessoal. Seja no trabalho, em casa, na vida social, na balança, na saúde, em 5km ou num Ultraman (muito mais que um Ironman!)... não interessa... tenha a certeza de que a pessoa que não se encaixa neste ritmo e astral é, no mínimo boba, burra e engana a si mesma. Especialmente no esporte, façamos com que o mesmo seja para promover uma mudança pessoal para MELHOR. 
Desistir de algo, somente por desistir ou por medo de não conseguir, ou pior ainda, por pressupor que ir mal vai "ficar feio" ou queimar o filme é, na boa, muito pequeno.

A verdade é que nossas conquistas nos deixam leves e fortes. Nos fazem crescer positivamente de alguma forma. Nos levam adiante!!!

Já notaram que este é o astral pós provas?!?
Felicidade, companheirismo, agradecimentos, fome de mais, trocas mútuas de significados por estar lá e fazer valer... etc, etc, etc... coisas boas e mais coisas boas... pensamentos bons e mais pensamentos bons...
Que bom seria se este clima pudesse fazer parte de nossas vidas cotidianas...

Quer saber?!? É possível sim. Que tal começarmos desde já?!?
Dizem que o tal do esporte (seja qual for) contribui muito para isto. Portanto, vamos nos mexer e fazer quem nos cerca sair da inércia...

Pegando um gancho do filme "Tropa de Elite II": O ESPORTE É FODA! E FOI FEITO PROS GRANDES...

Muitíssimo obrigado, de coração, a todos!!!
Quem venham os próximos desafios...
Bons treinos.
Grande abraço,


Robson Fernando Oliveira (Ironman '03 '04 '05 '07 '08 '10 '11 ...e... '12)robson@treinebem.com
http://www.treinebem.com/

domingo, 29 de maio de 2011

Equipe PersonalRunner

Boa tarde a todos,
Nossa equipe esta ficando imparavel, ja estou ficando preocupado, vou ter que começar a treinar muito mais para poder acompanhar o ritmo, abaixo envio o resultado de alguns dos nossos amigos.
Rui Dinis: Meia maratona do Douro: 02:14:40, grande detalhe, o nosso amigo Rui voltou de férias e não estava treinando, e resolveu voltar aos treinos fazendo uma meia. Sera que alguém duvida que ele vai baixar das 4hs na maratona do Porto.
Carla Dinis: 6km do Douro, 39:28: Grande atleta, para quem não sabe a Carla é a esposa do Rui que é praticamente o Braço direito e esquerdo do Rui nas provas, e agora esta começando a correr em grande, parabéns mesmo.
Filipe Fraga: Meia Maratona dos Palacios: 01:56:21, esse senhor é um monstro, esta imparavel, e para oficializar uma aposta que fizemos, vou anunciar aqui, se o Filipe fizer a Maratona do Porto abaixo das 4hs, vou comer caracóis e beber depois de 41 anos uma cerveja.
Manuel Sobral: Meira Maratona dos Palacios: 01:50:51, o Sobral é um dos exemplos que estou sempre citando sobre do quanto mudamos as pessoas as nossas voltas, além de ser um excelente atleta, ele mudou todo o habito de sua familia, hj sua esposa e filhos tb são atletas de corrida, fazendo com que tenham uma melhor qualidade de vida. Parabéns meu amigo.
Nuno Barros: Para quem acha que algum objectivo é muito dificel de alcançar o Nuno é a prova viva de que Tudo é Possível, ontem no Jamor bateu 2 Recordes Pessoais, 10km em 01:04 e pela primeira vez correu 15km e em um grande tempo, 01:34, Parabéns mesmo, estamos muito orgulhosos do seu desempenho.
Robson: Meu grande amigo e Sócio, esta no Brasil hj em Florianópolis na minha cidade natal fazendo seu setimo Iron Man, amanhã ja informo o resultado.
E tb não posso deixar de citar o super desempenho da Elisa, Natalia e Sonia, que lideradas pela Jana fizeram um grande treino no Jamor no sabado,
Quero realmente agradecer imenso a todos pela confiança e o carinho que tem com a Meire, Jana e comigo, de nada adiantaria nosso trabalho se vcs não fizessem realmente a diferença.
António Nascimento (Director Técnico)

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Corrida na Areia - III Meia-Maratona na Areia

Mais uma vez o grupo de corrida Personal Runner esteve presente na III Meia-Maratona na Areia realizada no dia 15 de maio no areal da Costa da Caparica . O Atleta da vez foi o Mestre Antonio Nascimento. Percorreu 21,097Km em 1h54m. 



Parabéns !!!!

Corrida na Areia.

Agora com a chegada do bom tempo e do verão muitos atletas procuram cada vez mais a areia da praia para fazerem seus treinos. O Grupo de corrida PersonalRunner já marcou a presença nos treinos na praia.
  Os treinos na areia variam entre corridas de 5km, 10Km e 15Km, de acordo com as condições e objectivos de cada atleta.
No último dia 14 de maio os atletas tiveram mais um treino nas areias da praia de Carcavelos, mas a corrida não foi o ponto alto do treino. Os atletas realizaram além da corrida  alguns exercícios, como saltos, deslocamentos laterais e exercícios isométricos que também contribuem para o fortalecimento e estabilidade das articulações e melhora o condicionamento físico. Equilíbrio, agilidade e força são os benefícios associados à esse treino na areia. A notícia boa fica para as meninas que estiveram presentes neste treino.  Estudos comprovam que a corrida na areia chega a queimar 60% mais calorias por milha que a mesma distância realizada no asfalto. Ou seja: a areia emagrece mais.
Ebaaa...essa foi boa né!?Quando será o próximo treino na areia Mestre????

Os riscos

Pode haver riscos de lesões para a corrida na areia. Correr na areia fofa absorve mais o impacto, porém as chances de torcer o pé ou forçar a lombar e as articulações são bem maiores por conta do terreno não ter estabilidade.

Ao correr na areia, mudamos a biomecânica de nossa corrida, passamos a usar mais a parte inferior do pé, o que sobrecarrega os músculos da panturrilha. Para evitar lesões há um conjunto de fatores, como condicionamento físico, alimentação e treinamento. 
Por ser uma atividade que exige muito mais da musculatura os alongamento devem ser feitos sempre antes e após a atividade.
Vale lembrar também que o melhor horário para praticar seus exercícios na praia é antes das 10 da manhã e após as 4 da tarde.
 Procure um profissional para uma melhor orientação. Bons Treinos!!!
                                                           (Janaína Grossi)

http://pilates.tudosobre.org/aula/vantagens-do-exercicio-na-praia.html

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Os Benefícios da Natação para Bebés

Aproveito um espacinho no nosso blog para falar sobre os benefícios da natação para bebés.

 Muitos pais colocam seus filhos na natação para aprenderem a nadar mas não imaginam as inumeras vantagens que esta oferece. As vantagens ocorrem porque a criança, principalmente em seus primeiros anos de vida, passa por um processo intenso de desenvolvimento e maturação.

Sob os cuidados de profissionais capacitados, os bebês são capazes de executar diversos movimentos natatórios, demonstrando uma série de reflexos, comuns na primeira infância. Tudo através de estímulos esterioceptivos, ou seja, atividades que busquem facilitar o desenvolvimento de órgãos sensoriais das crianças, como o tato, a audição, a visão e o olfato 
Por volta do 8º mês, o bebê é capaz de controlar o movimento passivo e boiar. De 13 a 14 meses, na água seus movimentos aumentam, flutua de bruços, consegue se direcionar e procura as bordas para sair da piscina. De 14 a 24 meses, controla bem seus movimentos e muda de direção. Começa a saltar e faz brincadeiras.
A natação proporciona aos bebés benefícios físicos, orgânicos, sociais, terapêuticos e recreativos, melhora a adaptação na água, aprimora a coordenação motora, noções de espaço e tempo, prepara o psicológico e neurológico para o auto-salvamento, aumento da resistência cárdio-respiratória e muscular. A natação ajuda também a tranqüilizar o sono, estimular o apetite, melhorar a memória, além de prevenir algumas doenças respiratórias.
A Natação para Bebês pode contribuir muito para a educação da criança, tornando-a mais participativa e independente. Pode proporcionar situações que aumentem e melhorem suas possibilidades motoras, cognitivas, afetivas e sociais, ajudando, desta forma no crescimento e desenvolvimento do bebê.
Alguns cuidados são necessários para dar inicio as aulas. O programa de vacinas deve estar atualizado e é fundamental ter atenção às condições de higiene, segurança e conforto das piscinas, tal como a temperatura e o pH da água devendo estar, respectivamente, entre os 28ºC a 32 ºC e os 7,2 a 7,8, deve haver número suficiente de objetos com diferentes cores, tamanhos e formatos, o horário da aula não deve coincidir com os horários do sono e da alimentação da criança.

Normalmente, as aulas de natação são ministradas junto com os pais na piscina até os três anos de idade, ou ainda, até que os bebês se acostumem com o professor. Desta forma, as crianças têm condições de aprender com segurança, confiança, transformando o medo do desconhecido em um ambiente alegre e prazeroso. É a inteligência emocional que através de atividades específicas, faz uma aproximação entre todos os bebês, seus familiares e o professor. Este contato é de extrema importância para o desenvolvimento sócio-afetivo, já que
se sabe que o controle emocional é basicamente formado aos dois anos de idade.

O vídeo abaixo mostra uma aula individual sem a presença da mãe, lembrando que a aluna já faz aula a 6 meses, 1x/semana e no inicio do trabalho a presença da mãe foi fundamental para a bebé adquirir segurança e confiança.




                 Janaína Grossi (Pós graduada em natação e actividades aquáticas)

          http://www.prac.ufpb.br/

segunda-feira, 16 de maio de 2011

SEMPRE QUE TENTA INICIAR UM TREINO DE CORRIDA, SENTE DORES?

     Muitas pessoas possuem uma forte vontade de praticar corrida como desporto, mas sempre se deparam com algum tipo de dor...
 Por maior que seja a vontade de praticar corrida, se sua musculatura não estiver preparado para isto, o praticante sempre encontrar uma limitação dolorosa manifestada pelo seu corpo.


 Portanto vejamos o que devemos fazer para evitar este tipo de desconforto físico:

 Primeiro tem que verificar se esta usando sapatos adequados para corrida.

 Segundo, iniciar ou aprimorar o preparo da musculatura específica para corrida, e juntamente, os alongamentos para estes mesmos grupamentos musculares.

 Feito isto, inicie seus treinos de forma progressiva, e procure sempre a orientação de um profissional da área para verificar se sua técnica de corrida esta correta.
 Depois, se continuar a queixar-se de algum desconforto doloroso durante a corrida ou após os treinos, procure um médico do desporto ou um fisioterapêuta desportivo para verificar se há alguma lesão que esteja lhe impedindo de correr como deseja.

 Lembre-se de que quanto mais cedo procurar um profissional para orientar seus treinos, melhor!

 Bons treinos!
 Meire Cezário de Oliveira
 FISIOTERAPÊUTA

sábado, 14 de maio de 2011

Peso Pesado- Programa da SIC - Portugal

Presar pela postura durante a execuçao do exercício é fundamental para os participantes, mas os treinadores do programa Peso Pesado da SIC em Portugal estão longe disso! Durante o programa de 4ªf eles fizeram dentro do treino um exercício de lombar. Na 5ªf um dos participantes estava com lombalgia.
execuçao errada/ velocidade do movimento acelerada demais/ serie longa para um grupo muscular delicado.
Fortalecer o CORE dos participantes nessa fase é importante. Exercícios isométrico para certos grupos musculares é menos prejudicial.
 


 (Janaína Grossi)

segunda-feira, 9 de maio de 2011

A importancia da Água na nossa vida!

A água é essencial para a nossa saúde. Compõe 70% do nosso corpo,   regula nossa temperatura interna, transporta pelo nosso organismo os nutrientes e os detritos celulares resultantes dos processos metabólicos, transporta também substâncias, como hormonas, enzimas e células sanguíneas. Ajuda na eliminação das toxinas acumuladas no nosso organismo através da urina,  é essencial para todos os processos fisiológicos de digestão, absorção, assimilação e de excreção.
 Outro dos benefícios da água tem a ver com o seu efeito lubrificante nas nossas articulações.

 O total de água corporal varia de pessoa para pessoa, de acordo com a idade, sexo, massa muscular e com a percentagem de tecido adiposo. Em pessoas saudáveis as variações da quantidade de água no corpo surgem no crescimento, aumento ou perda de peso, durante a gravidez e lactação.

  • Cérebro: O nosso cérebro é constituído por 85% de água e é por este motivo que existem muitas dores de cabeça que deixariam de existir com um pouco mais de água, principalmente nas mulheres. Não existindo água suficiente para o seu funcionamento o cérebro recorre ao intestino para repor a quantidade em falta, fantástica a forma de funcionamento do nosso organismo.
  •  Pulmões: 80% constituídos por água.
  •  Rins: 80%.
  •  Sangue: 79%.
  • Coração: 77%.
  •  Massa muscular: De 70% a 75% do peso corporal nos adultos é constituído por massa muscular, sendo esta constituída por 73% de água.
  •  Tecido adiposo: A percentagem de tecido adiposo no nosso organismo vai dos 10% aos 40% ou mais, contendo apenas 30% de água.
Por aqui se percebe que quando a percentagem de tecido adiposo aumenta no nosso organismo diminui a percentagem de água no mesmo. Para as pessoas que pretendem reduzir a quantidade de massa gorda no seu organismo a importância da água é fundamental sendo a mesma responsável pelo maior numero de fracassos de perca de peso, isto porque no metabolismo da gordura o organismo produz água, sendo que para cada 500 g de gordura degradada, cerca 550 g de água repleta de resíduos são produzidos.  Para que essa água seja eliminada, evitando-se a sua retenção, há necessidade de se ingerir mais água, porém limpa, sem resíduos, para proporcionar o equilíbrio hídrico do organismo, garantindo o seu funcionamento de forma saudável dai a importância da água para perde peso. Sem uma hidratação adequada, o corpo fica inchado porque a concentração de sódio aumenta e é preciso compensá-la com retenção de líquidos. Para manter a hidratação do nosso corpo são necessários, no mínimo, 8 copos grandes de água por dia (cerca de 2 litros).


                Portanto tá na hora de rever sua hidratação diária, até porque, uma hidratação não adequada pode levar à desidratação que acarreta sérios danos à saúde como:

- Aumento da freqüência cardíaca e diminuição do rendimento cardíaco;
- Sintomas gastrointestinais;
- Diminuição da pressão;
- Diminuição da capacidade anaeróbica;
- Diminuição da resistência muscular;
- Diminuição da potência aeróbica máxima;
- Diminuição da capacidade de trabalho;
- Alteração da performance.

A desidratação leve, com perda de cerca de 1% do peso corporal (750gr para um indivíduo de 75Kg), leva à diminuição da performance, uma recuperação lenta e deterioramento das condições motoras e cognitivas. Além disso, acarreta um aumento da fadiga e do número de lesões e erros.


Hidratação adequada duranto o exercício:

Como já dissemos, a hidratação é importante para repor as perdas de água e eletrólitos eliminados pelo suor. Durante o exercício físico, a hidratação adequada favorece a ingestão de carboidratos importante para a recuperação muscular, e também de sódio quando esse é perdido pelo suor.

O melhor hidratante é a água, sendo que a água fria é melhor absorvida. O atleta já deve dar atenção à hidratação antes mesmo do início do treinamento. Uma forma de estimar as necessidades de água durante exercício é através da perda de peso durante o treinamento. Essa reposição deve ser igual à 1,5 vezes o peso perdido. Assim, um indivíduo que perde 1Kg de peso durante o treino deve ingerir 1,5litros de água. Sabendo-se então a média de peso perdido, deve-se ingerir a quantidade de água do início ao fim do treino, e depois continuar dando atenção á hidratação para reiniciar o próximo treino bem hidratado.

Soluções contendo maltodextrina ajudam a controlar a glicemia e otimizam a recuperação muscular por fornecer energia ao músculo imediatamente após o exercício. Bebidas isotônicas que contenham sódio melhoram a hidratação e ajudam a repor esse mineral comumente perdido no suor, mas seu uso deve ser controlado já que o excesso de sódio pode ser prejudicial à hidratação.

Então não se esqueçam da garrafa de água e tenham um bom treino!!!
     (Janaína Grossi)

Fonte:

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Ironman Floripa, faltam 22 dias!

Já que se aproxima o Ironman de Floripa vamos falar um pouco sobre essa prova!

O Ironman Brasil é a maior prova de triathlon da América Latina. São 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida. A etapa nacional do Ironman é a única classificatória na América Latina para o Mundial Ironman, no Hawaii.
 O atleta terá, contando-se o tempo a partir do momento da largada, até 02:30 horas para completar o percurso da Natação, até 10:40 horas para completar o percurso do Ciclismo e até 17:00 horas para completar o percurso da Corrida. O atleta que exceder o tempo limite de cada etapa será desqualificado e deverá sair do percurso.


Essa é uma prova em que existe mais de mil atletas e mais de mil sonhos diferentes. Existem aqueles que participam por um desafio pessoal, onde começaram com pequenas provas de corrida, passaram por meia maratona, maratona, entram em pequenos desafios de triatlon até chegarem a se desafiar para o Ironman, também tem casos como uma das histórias mais emocionantes nesse mundo que é o caso do pai Dick e de seu filho Rick Hoyt onde o pai atende o pedido do filho e juntos começam a participar de maratonas, o desejo aumenta e até  participam do Ironman do Hawaii. Sendo esse o video mais emocionante que conheço, uma historia de superação, determinação, amor e força, vale a pena assisti-lo.


O Ironman!

Idealizado pelo mariner norte-americano John Collins, o Ironman surgiu no Hawaii, em 1978 e teve a participação de 15 super atletas, dos quais apenas 12 completaram a prova. Compreendendo 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida, acabou se definindo como uma prova de superação de limites e muita persistência.
O movimento Ironman envolve pessoas de diversos países, seja através da organização de provas ou da participação de atletas. São 26 seletivas divididas pela Europa, Ásia, Oceania, África e Américas que definem 1500 competidores para a final no Hawaii. A final, aliás, atrai cerca de 30 mil visitantes à Ilha de Kona, confirmando a força do evento.
No Brasil, o triathlon é praticado desde 1982 e conta atualmente com cerca de 15.000 atletas participando ativamente.
Atualmente, o evento vem alcançando o limite técnico de 1.650 atletas e, pela sua magnitude, atrai cada vez mais investimentos, prestando uma relevante contribuição ao universo do esporte no Brasil.

No grupo de corrida PersonalRunner temos atletas que começam a pensar no Ironman de Floripa, como é o Caso do Bruno Dinis, que esteve a participar de mais um grande desafio, Completou a prova do Meio Iron Man de Lisboa, Prova Internacional, que tem como distância: 1.900 Nadando, 90km Pedalando e 21km correndo, o tempo do Bruno foi de 05:42:08, excelente, lembrando que esse foi o segundo Triatlhon que o Bruno Fez na vida, e o primeiro de distância longa. Agora Bruno já começa a pensar nas distâncias do Ironman!

Força a todos a atletas e amigos que daqui a 22 dias estarão em Floripa para realizar seus sonhos e baterem seus recordes pessoais!



segunda-feira, 2 de maio de 2011

Dor na parte da frente da perna??

                SÍNDROME DO COMPARTIMENTO ANTERIOR DA PERNA

                                                           
 Vc sente dores na porção anterior da sua perna quando caminha muito tempo, ou quando esta iniciando uma corrida?
 Este sintoma, muitas pessoas sentem quando iniciam ou retornam a fazer caminhadas ou corrida depois de muito tempo sem praticar actividade física.
 Portanto vamos falar um pouco sobre este assunto!

 Todo nosso corpo trabalha em harmonia muscular, os grupamentos musculares agem em conjunto, de forma antagónica para que o segmento se movimente.
 Se este trabalho for realizado de forma desequilibrada, ou seja, se um dos grupamentos estiver mais fraco ou encurtado do que o outro, poderá ser o início de uma lesão.
 Quais os sintomas que indicam uma possível lesão no compartimento anterior da perna : inicia com uma sensação de peso nos pés, dores na porção anterior da perna, por fim edema nesta região e incapacidade de continuar a correr.

Alguns corredores sentem dores tardia na região do tibial anterior (T.A) e também relatam dores à palpação deste mesmo local após os treinos.
 Estes sintomas são devido à fadiga do músculo T.A, este, trabalha em antagonismo com o sóleo e o gastrocnemio, que na sua maioria, as pessoas o possuem encurtados.
 Devido esta relação desequilibrada entre os músculos da perna, da-se o processo inflamatório do tibial anterior.
 A forma de combater este sintomas, vai depender em que grau esta seus sintomas.
 Se esta com dores muito fortes, mesmo após já ter finalizado os treinos e repousado, deverá procurar um ortopedista para um exame mais profundo da sua perna.
 Pois poderá ter desenvolvido uma periostite, que nos corredores mais jovens, se desenvolve com uma certa frequência, ou uma fractura de stress, minúsculas e muito finas que aparecem ao longo da parte anterior da tíbia, mas nos corredores mais experientes a dor por vezes deve-se:
  •  a sobrecarga da articulação sobre a superfície irregular ou dura, desequilíbrio postural. (queda da arcada plantar ou aumento). 
  • Esforço anormal ou errado. 
  • Alterações circulatórias no local.
  •  Hipertonicidade do músculo sóleo ou gastrocnêmio.
  •  Hipotonicidade dos músculos anteriores da perna.
Para este quadro temos de combarter primeiro o processo inflamatório, eliminando o edema e a dor. Para isto além do processo da electroterapia ( ultrason e tens ), podemos usar a termoterapia ( gelo e calor úmido ). Logo depois da inflamação resolvida, inicia-se o fortalecimento, alongamento e a propriocepção para restaurar o equilíbrio e a funcionabilidade articular.
 Mas se os sintomas aparecem apenas durante a corrida ( dor localizada, sensação de peso nos pés e edema ) e após o termino do treino volta ao normal, podemos resolver isto apenas com alongamento de todos os compartimentos da perna ( anterior e posterior ).
 Pode-se também fazer uso da termoterapia. A utilização do gelo logo após os períodos de treinamento é de grande valia para combater a fadiga muscular e o possível processo inflamatório.
 Mas o que vai realmente eliminar este quadro incomodo que se instala no compartimento anterior da perna, será o equilíbrio muscular de toda a perna, é o fortalecimento e o alongamento do tibial anterior, alongamento do quadríceps, isquiostibiais, sóleo e gastrocnêmio e fáscia plantar.
 Ápos ter resolvido o problema, tenha a atenção em manter o trabalho de equilíbrio muscular, fortalecendo e alongando, caso contrário os sintomas podem retornar.
                                          (Meire Cezário)

domingo, 1 de maio de 2011

Mudanças...

Hoje em dia é normal vermos varias pessoas fazendo actividade física, e com isso melhorando a sua qualidade de vida, mas ao mesmo tempo, o que poucos se apercebem é a grande mudança que estão causando as pessoas a sua volta.
 Pois é impossível passar despercebido aos olhos e principalmente ao coração das pessoas que nos são próximas essa grande mudança. Pensem em alguem que sempre foi sedentário e de repente se propõe a fazer uma prova de corrida, independente da distância, ou mesmo outro tipo de desafio.
 A rotina de treinos, a alimentação a busca por informações em relação a prova escolhida, acaba por entusiasmar a todos, criando assim motivação para vários outros sonhos.
O ser humano e incrível, e capaz de realizar feitos que até a ciência não consegue explicar, temos em nossa cabeça e em nosso coração uma das maiores forças, e exemplos é que não faltam, vou citar um que jamais vou esquecer:
 Gabriela Andersen nas olimpíadas de 1984 em Los Angeles, na maratona feminina chegou completamente desidratada e desorientada, com uma forte caibrã na perna esquerda cambaleou nos últimos 200 metros e levou 10 minutos para completar, ate cair desacordada nos braços dos médicos sobre a linha de chegada.
 Após a prova ela disse que queria terminar o percurso, pois aquela talvez fosse sua única oportunidade olímpica devido aos seus trinta e nove anos. Ela chegou em 37 lugar das 44 participantes, mas foi mais aplaudida que a medalhista olímpica. O fato é considerado até hoje, como um dos maiores exemplos de perseverança, Gana e espirito olímpico.



 E Vários outros exemplos como esse estão ao nosso redor, quem não tem alguém da família, ou um amigo, que esta treinando para algum desafio, seja esse do tamanho que for.
 Por experiência própria, durante mais de 33 anos de desporto e desafios, digo que o principal para começar a realizar o seu sonho, é dar o primeiro passo, acredite em você e nas pessoas próximas.
 Idealize um projecto, organize seus horários e va em frente.
 Nunca é tarde para começar, por isso meus amigos, não percam tempo, realizem seus sonhos, lutem por ele, e principalmente, motivem as pessoas a sua volta.
                                                             (Meire Cezário)/(Antonio Nascimento)

Mais uma de um atleta PersonalRunner!!!

Bom dia a todos,
Gostaria de começar mais um domingo com um grande noticia, o nosso amigo Bruno Dinis nesse final de semana, venceu mais um grande desafio, Completou a prova do Meio Iron Man de Lisboa, Prova Internacional, para quem não tem noção das distâncias, são: 1.900 Nadando, 90km Pedalando e 21km correndo, o tempo do Bruno foi de 05:42:08, excelente, lembrando que esse foi o segundo Triatlhon que o Bruno Fez na vida, e o primeiro de distância longa.
Em meu nome, da Meire e da Jana, gostaria de dizer que estamos muito felizes com todos vcs, pois o mais importante é pensar em tudo que estão alcançando, independente das distâncias, cada um dentro dos seus objectivos esta vencendo grandes desafios pessoais.
Se for inumerar, com o pouco tempo de existência do PersonalRunner, ja tivemos desafios de correr 5km até uma Ultra Maratona de 153km, como disse anteriormente, cada um tem um objectivo dentro dos seus limites, mas o que é importante, é que esses limites estão sendo quebrados em passos largos, ja temos como objectivos vencidos: 5km, 8km, 10km, 15km, 17km, Meia Maratona, Maratona, Ultra Maratona, Triatlhon Olimpico e agora Meio Iron Man.
Bem meus amigos, acho que a equipe técnica vai ter que se esforçar muito para poder acompanhar o vosso ritmo, no mais quero dar os parabéns mais uma vez ao Bruno, e dizer que esse feito por ele realizado é Impressionante, principalmente pelo pouco tempo de treino nessa modalidade especifica.
Um grande abraço a todos e vamos aos treinos.
António Nascimento (Director Técnico)